segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Cavalo domado

o medo, aquele intruso
surge sem avisar
quer brincar de estátua
a todos paralisar

aprendi com o vaqueiro
cavalo bravo domar
monto no medo, pego as rédeas
disparo a galopar

segura peãoooooo!

Lou Vilela

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Um beijo de algodão-doce na ponta do nariz!